Notícias

ISA São Paulo lança novos cursos em 2017

Publicado em 18/01/2017 às 09h46

A ISA São Paulo Section organizou novos treinamentos para 2017, que complementam a formação do profissional de automação.

A partir deste ano, todos os participantes receberão além de material didático em português, uma edição de livro exclusivo publicado pela ISA sobre o respectivo tema em cada treinamento.

Confira o calendário em: Catálogo de Treinamentos 2017

 

Comentários (0) e Compartilhar

2017 ISA Water/Wastewater and Automatic Controls Symposium

Publicado em 17/01/2017 às 13h56

Chamada para Envio de Resumos para Apresentações

O comitê do 2017 ISA Water/Wastewater and Automatic Controls Symposium, que será realizado novamente em Orlando / Florida - EUA, no Wyndham Lake Buena Vista Resort, entre os dias 8 e 10 de agosto de 2017, apresenta este convite aberto para o envio de resumos para apresentações.

Os autores dos resumos têm a opção de realizar uma apresentação de PowerPoint de 30 minutos, uma apresentação em papel ou uma sessão de cartazes. Os resumos devem ser escritos em inglês, ter 250 palavras, descrevendo o tópico a ser apresentado e devem ser submetidos eletronicamente, em formato MS Word, ao comitê do Simpósio (abstracts2017@isawwsymposium.com).

O prazo final para envio dos resumos é 31 de janeiro de 2017.

Mais informações podem ser encontradas em http://isawwsymposium.com/call-for-abstracts/.

Comentários (0) e Compartilhar

Benefício para membros da ISA atualmente desempregados

Publicado em 16/01/2017 às 09h53

Caso seja um profissional atualmente desempregado, entre em contato com a ISA São Paulo Section através do e-mail isasp@isasp.org.br para solicitar sua renovação gratuita pelo período de nove meses a partir do término de seu prazo de filiação atual.

Válido apenas para renovação de membros da ISA que entrarem em contato com a ISA São Paulo Section antes do término de sua filiação atual. Este benefício não é válido para quem ainda não é membro da ISA.

Veja abaixo informações importantes sobre este benefício:

• Todos os membros da ISA têm o benefício de extensão de sua filiação por 3 (três) meses após a data limite de sua filiação. Os membros serão notificados desta opção de extensão nos avisos de renovação enviados eletronicamente.

• Todos os membros da ISA que utilizarem este benefício irão desfrutar os benefícios de uma membresia plena, com as seguintes exceções:

a) A revista bimensal da ISA, InTech, será entregue digitalmente a partir do momento em que cada membro notificar a ISA do desejo de estender sua filiação com a utilização deste benefício de membro atualmente desempregado.

b) Todos os boletins impressos das Divisões da ISA serão enviados eletronicamente via e-mail.

Com a obtenção de um novo emprego, os membros da ISA que receberam este benefício, deverão entrar em contato com ISA para renovar sua associação que voltará a ser paga. 

A ISA incentiva todos os seus membros, que por situações diversas se encontram atualmente desempregados, a utilizar este benefício, pois, ao manter sua associação, você continuará recebendo informações que agregam conhecimentos técnicos valiosos para o desenvolvimento de sua carreira e de suas habilidades, além de se manter engajado em uma associação ativa com colegas e amigos que o apoiam pessoal e profissionalmente.

Clique aqui e conheça os benefícios exclusivos de um membro da ISA (http://www.isasp.org.br/beneficios-para-o-associado.html)  

Para maiores informações entre em contato com a ISA São Paulo através do e-mail isasp@isasp.org.br ou pelo telefone (11) 3280-0400.

 

Comentários (0) e Compartilhar

Confira o Boletim ISA na Revista C&I n°222

Publicado em 13/01/2017 às 11h30

Confira o Boletim da ISA Distrito 4 (Brasil) na Revista Controle & Instrumentação n° 222. O acesso é online e gratuito!

Comentários (0) e Compartilhar

Bolsas de Estudo da ISA Educational Foundation

Publicado em 09/01/2017 às 12h00

Precisa de ajuda para pagar a faculdade?

As bolsas de estudo da ISA Educational Foundation são concedidas a estudantes universitários que demonstram um potencial excepcional para a contribuição nos campos de automação e controle. Os prêmios de bolsas de estudo apoiam o ensino e despesas relacionadas, bem como atividades e iniciativas de pesquisa.

Os montantes dos prêmios da ISA Educational Foundation podem variar.

Para obter informações sobre como obter esse apoio, ligue para +1 (919) 549-8411 ou acesse www.isa.org/scholarships. A sua solicitação deverá ser apresentado até 15 de fevereiro de 2017.

Você sabia que pode se tornar um membro estudante da ISA por apenas US$ 10 por ano?

Na International Society of Automation (ISA), oferecemos aos membros uma grande variedade de benefícios - muitos deles absolutamente gratuitos - que podem melhorar significativamente a sua experiência ISA e ajudá-lo a tirar o máximo proveito dos principais recursos e oportunidades da ISA no campo da automação.

  • Visualização gratuita on-line das normas técnicas da ISA
  • Acesso gratuito a seminários web pré-gravados
  • Participação gratuita em uma seção regional da ISA
  • Participação gratuita em duas Divisões Técnicas da ISA
  • Acesso gratuito ao diretório de membros da ISA
  • Assinatura gratuita da Revista InTech e o newsletter eletrônico semanal da Automation
  • Mais...

Como membro estudante da ISA, você tem acesso a exposições, especialistas em assuntos, oportunidades de networking e de liderança e oportunidades de emprego local através das seções regionais da ISA. Se não houver uma seção estudantil próxima de você, você pode participar de uma seção profissional.

Para obter mais informações sobre a adesão como membro estudante da ISA, acesse http://www.isasp.org.br/como-me-tornar-um-membro-da-isa.html.

Comentários (0) e Compartilhar

ISA irá descontinuar o envio pelo correio dos kits de membros

Publicado em 09/01/2017 às 10h00

Como parte do esforço em se tornar ecologicamente sustentável, a ISA irá descontinuar o envio pelo correio de kits de filiação e kits de renovação individuais, com vigência a partir de 1º de janeiro de 2017. É claro que todos os materiais e informações fornecidos anteriormente nestes kits estarão disponíveis no site ISA.

Para obter os materiais de filiação necessários, como o cartão de membro e o certificado, inicie sessão em "Minha conta ISA" e, em seguida, clique em:
· Selecione minha conta ISA
· Expandir meus detalhes de associação
· Localizar meus documentos de associação (a partir daqui, basta imprimir o que você precisa!)

Você também terá acesso privilegiado a uma ampla gama de recursos e informações sobre padrões ISA, treinamento e educação, programas de certificação, conferências técnicas, publicações e eventos de âmbito nacional e local. A ISA incentiva você a aproveitar a extensa gama de benefícios concedidos aos membros, que vão desde descontos (geralmente 20% sobre os custos regulares) em treinamentos, aquisição de livros mais vendidos até mesmo o acesso gratuito a trabalhos técnicos e seminários online.

Se você tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda, entre em contato com a ISA Seção São Paulo enviando um e-mail para isasp@isasp.org.br ou ligando para (11) 3280-0400.

Comentários (0) e Compartilhar

ISA São Paulo elege nova diretoria durante confraternização

Publicado em 20/12/2016 às 11h38

A ISA São Paulo Section realizou na noite de 08 de dezembro no Sofá Café, localizado no Centro Brasileiro Britânico em Pinheiros, seu evento de Confraternização para associados e convidados.

Na ocasião foi realizada a eleição para nova Diretoria, referente ao biênio 2018-2019. Foi eleita chapa composta por Júlio Takai (Presidente), Alessandro Miquelão Mauro (Tesoureiro) e Ricardo Kühn Lopes Simonacci (Secretário).

O Presidente eleito agradeceu a confiança e se manifestou na esperança da manutenção do ótimo trabalho realizado até então pela atual Presidente, Ana Cristina Rodrigues.

Para Ana Cristina,foi um evento importante para celebrar com os associados e amigos e marcar 2016 como um ano de retomada da ISA São Paulo. E espera que em 2017 venham mais realizações.

Clique aqui para acessar a galeria de fotos do evento.

 

 

Comentários (0) e Compartilhar

Confira o Boletim ISA na Revista C&I n°221

Publicado em 20/12/2016 às 10h14

Confira o Boletim da ISA Distrito 4 (Brasil) na Revista Controle & Instrumentação n° 221. O acesso é online e gratuito!

Comentários (0) e Compartilhar

Com elementos da ISA88 e da ISA95, a ISA106 normatiza a Automação de Procedimentos

Publicado em 19/12/2016 às 20h34

Com elementos da ISA88 e da ISA95, a ISA106 normatiza a Automação de Procedimentos

Autor: Carlos Paiola, Gerente da Aquarius Software e Membro do Grupo de Estudo da Norma ISA-106 da ISA Distrito 4, cpaiola@aquarius.com.br

(Artigo originalmente publicado pela Revista Controle & Instrumentação, N° 221)

A ISA106 e sua importância

Estatísticas de segurança evidenciam que a maioria dos acidentes não relacionados a falhas mecânicas acontecem durante situações pouco frequentes, principalmente em partidas e desligamentos de unidades [Ref. 1], onde são executados procedimentos manuais que, sem a presença de um profissional especializado, podem ficar a cargo de operadores pouco experientes que, seguindo procedimentos mal descritos ou incompletos, podem perder o controle do processo e causar perdas de produto, equipamentos e até mesmo causar acidentes que comprometam a vida de pessoas ou o meio ambiente.

Na prática, é muito comum visitar as indústrias e deparar-se com inúmeras situações onde os operadores tem que tomar o controle manual de procedimentos operacionais complexos. Mesmo em plantas bastante automatizadas, é frequente presenciar cenas de partida do processo, ajuste de matéria-prima, manutenção de linha ou outros ajustes no processo sendo feitos manualmente pelos operadores, sem seguir um roteiro específico. Em muitos casos, não há documentação oficial dos procedimentos e cada operador realiza-os de maneira diferente, tornando o resultado final dependente de habilidades pessoais.

Neste cenário surge a ISA106, uma recente norma da ISA (The International Society of Automation) que visa regular a automação de procedimentos operacionais na indústria.

Para a criação desta norma, seu comitê utilizou principalmente os conceitos da ISA88 – norma para controle de processos em batelada – e da ISA95 – norma para integração entre os sistemas corporativos e de controle. É possível interpretar a ISA106 como uma espécie de junção desses dois temas, permitindo a completa automação de uma indústria de processo contínuo, considerando todo o processo como uma grande batelada a ser automatizada de ponta a ponta – da entrada de matéria-prima e da criação da ordem de produção até o produto acabado –, independente de quantas etapas manuais ou automáticas houver dentro desse contexto.

É possível dizer que a principal intenção da ISA106 é garantir as ações corretas no momento certo.

O conteúdo da ISA106 e como é possível a implantação dos conceitos propostos

A norma aborda a Automação de Procedimentos através de tópicos como:

  • Modelos e terminologia;
  • Modularização de etapas de procedimentos;
  • Resolução de situações anormais;
  • Modelagem física, de procedimentos e de aplicações;
  • Implantação de lógicas para partidas, desligamentos, transições operacionais e outras situações críticas;
  • Recomendação de interface entre diferentes sistemas para cada procedimento (p.e. SCADA com SIS);
  • Treinamento e certificação.

Como toda norma da ISA, a ISA106 traz todas as boas práticas para o tema ao qual se propõem e é melhor aproveitada através da leitura de seus relatórios técnicos. O relatório ISA-TR106.00.01 sobre modelos e terminologia já está disponível.

A norma usa três modelos chave: modelo físico, modelo de requisitos de procedimentos e modelo de implantação de procedimentos. Cada um começa com o nível corporativo e vai até o nível dos equipamentos de campo, como apresentado na figura 1 [Ref. 1].

Fig. 1 – Os três tipos de modelos operacionais em paralelo, cada qual com sua função específica.

Uma forma muito simples de estruturar e aplicar os conceitos da ISA106 é através do uso de Diagramas de Funções Sequenciais (SFC) com seus passos, ações e transições que permitem automatizar um processo, considerando a execução de cada tarefa manual ou automática, transitando de um passo para outro e respeitando um conjunto de regras previamente estipuladas. 

Os procedimentos costumam ser executados por diversos operadores. Quando não são devidamente documentados, fica difícil identificar o passo a passo de cada execução e, consequentemente, de analisar qual foi mais correta ou eficiente. Mas, se há o registro dos procedimentos executados, é fácil analisar e identificar quais foram as melhores práticas, possibilitando a criação de um procedimento ótimo, que poderá ser seguido de maneira automatizada por todos. A figura 2 [Ref. 2] ilustra essa ideia.

Fig. 2 – Procedimentos não documentados podem ser executados de maneira diferente por diferentes pessoas. A automação dos procedimentos visa identificar as melhores práticas e padronizá-las para trazer consistência à operação.

A proposição de valor e um exemplo de sistema de Automação de Procedimentos

Um sistema de Automação de Procedimentos pode ser usado para garantir a aplicação da norma ISA106 ao definir as ações corretas e orientar o operador com instruções interativas passo a passo, sempre que necessário. Dessa forma espera-se obter:

  • Captura e registro do conhecimento e das melhores práticas realizadas pelos operadores especializados.
  • Digitalização dos procedimentos operacionais (e-SOPs – Electronic Standard Operating Procedures);
  • Diminuição do tempo de parada, manutenção e do custo operacional;
  • Registro eletrônico automático das ações efetuadas para auditoria e para atendimento de normas regulatórias (p.e. 21 CFR Part 11);
  • Orquestração automática dos trabalhos e interação entre diferentes sistemas e indivíduos;
  • Menor variabilidade de execução;
  • Maior qualidade e menor retrabalho (fazer certo da primeira vez);
  • Maior eficiência operacional, reduzindo erros e replicando boas práticas;
  • Menor tempo de resposta aos alarmes e ações corretivas mais precisas;
  • Redução de custos pela diminuição de desperdício e rejeitos;
  • Gerenciamento de ativos e da manutenção;
  • Treinamento e simulação de ocorrências;
  • Gerenciamento das tarefas em todos os níveis da produção;
  • Ajuste de máquina e de linha de produção;
  • Integração inteligente de dados entre sistemas e processos diferentes (p.e. SCADA e CMMS);
  • Menor risco operacional e escalada automática de urgência;
  • Assistência para tomada de decisões em tempo real.

Há softwares no mercado que tornam possível a implantação da Automação de Procedimentos sem qualquer necessidade de programação, através da configuração de fluxos de trabalho (workflows) em diagramas sequenciais para a execução das tarefas, sejam elas manuais ou automáticas (exemplo na figura 3).

Fig. 3 – Exemplo de ferramenta para Automação de Procedimentos – configuração visual de sequenciamento de tarefas.

Esse tipo de sistema permite a automação de todas as tarefas relativas a determinado processo, sejam elas manuais ou automáticas, com possibilidades de envio automático de alarmes por email e SMS para os respectivos responsáveis por cada ação.

Ele permite ainda padronizar a interface de troca de dados entre diferentes sistemas, como os de controle (SCADA, DCS), de manutenção (CMMS), de gestão (MES, ERP), etc. através da implantação do conceito de SOA (Arquitetura Orientada à Serviços). Essa funcionalidade é particularmente interessante, uma vez que na arquitetura de software tradicional das empresas, cada aplicativo é construído com uma função bastante particular e com seu próprio conjunto de usuários, dados, objetivos e interfaces exclusivas, criando “ilhas de automação”. O conceito do SOA tem por premissa eliminar essas ilhas e criar um ambiente que encare os softwares da planta como um conjunto de serviços que possam interagir entre si, coordenados por regras de negócio. Cada serviço consome ou fornece certa coleção de dados e consiste na implantação de uma determinada atividade, bem definida no contexto geral da empresa e de cada processo definido na ferramenta de Automação de Procedimentos, reduzindo e simplificando a comunicação entre os diferentes sistemas [Ref. 3].

Para visualizar a execução das etapas e interagir com esse tipo de sistema, é disponibilizada uma interface que pode ser acessada através do sistema SCADA (figura 4) ou em aplicação cliente própria, sendo possível o acesso em estações fixas ou mesmo por dispositivos móveis, como smartphones e tablets (figura 5).

Fig. 4 – Exemplo de acesso ao sistema através da interface de operação SCADA.

Fig. 5 – Exemplo de acesso ao sistema através de dispositivo móvel. No exemplo, um iPAD.

A interface do sistema permite acompanhar em tempo real o status e sequenciamento de cada etapa do processo. Ela permite a interação com o sistema, liberando acesso a manuais ou procedimentos que devam ser executados (figura 6), bem como a inserção manual de informações sobre a execução dos passos e detalhes verificados.

Fig. 6 – Acesso a procedimentos detalhados de cada etapa e possibilidade de inserção de dados manuais.

A Automação de Procedimentos é algo futurístico?

Apesar da ISA106 ser uma norma recente, a Automação de Procedimentos não o é. Há uma série de indústrias – dos mais diferentes segmentos – que já faz uso de ferramentas para a Automação de Procedimentos há muitos anos.

O surgimento da norma deve ser, na verdade, encarado como um incentivo adicional para a implantação de um sistema com tal capacidade e para iniciar a obtenção dos benefícios de sua utilização.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] Wilkins, Maurice; Tennant, Marcus. ISA-106 and Concepts of Procedural Automation. ISA. Página visitada em 06 de dezembro de 2015. [https://www.isa.org/intech/20150605/]

[2] Wray, Bill. Intech Magazine. ISA106 and the Importance of Automating Manual Procedures. Edição de Nov/Dez de 2014.

[3] Paiola, Carlos E. G.; Vieira, Ricardo Caruso. Rompendo os Limites dos Sistemas Tradicionais – Aplicação de SOA no Ambiente da Automação. Revista Controle & Instrumentação, 2011. Página visitada em 06 de dezembro de 2015. [http://www.aquarius.com.br/artigo-rompendo-os-limites-dos-sistemas-tradicionais-aplicacao-de-soa-no-ambiente-da-automacao]

 

Palavras-chave: ISA106, ISA 106, ISA-106, ISA88, ISA 88, ISA-88, ISA95, ISA 95, ISA-95, Automação de Procedimentos, Procedural Automation, Workflow Management, BPM, MES.

Comentários (0) e Compartilhar

Alunos visitam fábricas da Siemens em Jundiaí

Publicado em 19/12/2016 às 15h33

No último dia 2 de dezembro, a Seção Estudantil Poli-USP da ISA organizou a visita de um grupo de alunos a três das oito fábricas da Siemens em Jundiaí. Foram elas: fábrica de transformadores, de transformadores a seco e de inversores de frequência de média tensão (drivers).

O grupo, composto por 15 alunos, sendo 9 da Seção Estudantil Poli - USP, teve sua visita guiada pelo Mauricio Gama Frutuoso, Gerente de Produto da área de Large Drives da Siemens, que preparou a visita dos alunos com muita dedicação, já tendo deixado inclusive os cartões de identificação prontos, com o nome de cada aluno na recepção e os isentou do pagamento do estacionamento. Ao iniciar a visita, o grupo assistiu a um vídeo de segurança e todos receberam EPIs adequados para a visita (botas, protetores de ouvido e óculos).

"A fábrica de transformadores nos impressionou principalmente pelo tamanho dos transformadores de alta tensão; a fábrica de transformadores a seco foi bem interessante pois aprendermos mais sobre as diferenças na fabricação e aplicação deste tipo de transformador, quando comparado ao tradicional.", afirmou Gustavo Viliotti Bordieri, graduando de engenharia elétrica com ênfase em automação e controle, que foi um dos organizadores da visita.

Segundo os alunos, a fábrica de drives que foi apresentada pelo próprio Mauricio foi interessante pois possibilitou o contato visual bem próximo com inversores de grande porte e todo seu processo de fabricação. Mauricio, que foi quem os guiou durante a visita, orientou os alunos quanto ao funcionamento dos inversores, o que contribuiu muito para o portfólio de conhecimento dos alunos, visto que muitos deles nunca haviam tido contato com estes equipamentos.

"A visita foi muito boa, pois foi bem completa e informativa. Os profissionais que conduziram a visita nos passaram bastante informação técnica, nos pediam sempre para fazer perguntas, e as respondiam pronta e completamente. A opinião geral é de que aprendemos muito na visita, e alguns alunos já me perguntaram se haverão outras.", completa Gustavo.

A ISA São Paulo Section sente gratidão em poder intermediar eventos como este, que incentivam o aprendizado e colaboram na formação do profissional de automação e para 2017 pretende programar mais visitas como esta.

Comentários (0) e Compartilhar

left show tsN fwR uppercase b01n bsd|left tsN fwR uppercase b01ns bsd|left show fwR uppercase b01ns bsd|bnull||image-wrap|news login uppercase bsd b01|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||